ANÁLISE SOCIOLINGUÍSTICA DE VARIAÇÃO DOS PRONOMES NÓS/A GENTE NO PORTUGUÊS FALADO EM ANGOLA

Fóruns Fortaleza XXXVIII Encontro de Iniciação Científica ANÁLISE SOCIOLINGUÍSTICA DE VARIAÇÃO DOS PRONOMES NÓS/A GENTE NO PORTUGUÊS FALADO EM ANGOLA

TRABALHO DE FORTALEZA
Visualizando 0 resposta da discussão
  • Autor
    Posts
    • #53954 Responder
      dpu
      Mestre

      Obs.: a versão completa deste trabalho não está disponível

      Codificação: 1.01.23.012
      Área: Letras, Lingüística e Artes
      Orientador: MARIA ELIAS SOARES
      Autor Principal: Sara Ludje de Sousa Lage
      Co-Autores: Maria Elias Soares
      Identificação: 1.01.23.012
      Resumo:
      Baseando-nos em pressupostos teórico-metodológicos da Sociolinguística, a presente pesquisa visa investigar a variação pronominal entre ‘nós’ e ‘a gente’ no português oral de Angola, tomando como base a Teoria da Variação (LABOV 1972, 1994, 2001). O trabalho tem o objetivo de identificar tal variação na fala de estudantes angolanos residentes no Brasil, observando se há tendência de mudança com o maior tempo de estadia no Brasil. A amostra é composta por entrevistas do corpus do grupo Variação e Processamento da Fala e do Discurso Análises e Aplicações ( PROFALA), com base nos Questionários do Projeto Atlas Linguístico do Brasil (ALIB). Recortamos para esta pesquisa a pergunta do Questionário Morfossintático de 20 entrevistas com informantes de Angola, de ambos os sexos, agrupados em dois grupos – mais de 6 (seis) meses de estadia no Brasil e menos de 6 (seis) meses de estadia no Brasil-, que tem como objetivo perceber esta variação. Nossa hipótese é que será maior o uso da forma de tratamento ‘nós’ em informantes com menos de 6 (seis) meses de estadia no Brasil, e maior ocorrência do ‘a gente’ em informantes com mais de 6 (seis) meses de estadia no Brasil. Agradecemos à FUNCAP pelo suporte financeiro, o qual viabilizou a realização desta pesquisa, que traz significativas contribuições para os estudos sociolinguísticos e políticas linguísticas, à medida que busca o fortalecimento da Língua Portuguesa diante da observação de suas diferentes perspectivas, em cenário nacional e internacional.
Visualizando 0 resposta da discussão